Música para dormir: descubra como pode ajudar

2019-11-06

Música para dormir: descubra como pode ajudar

Atualmente com o estilo de vida que temos, andamos sempre de um lado para o outro e quando chega a hora de dormir, parece impossível ter uma boa noite de sono. Não paramos na cama, ouvimos o ponteiro do relógio, o tempo passa e nada…nem um sinal do “João Pestana”.

Também é este o seu caso? Se é, saiba que uma das artes mais antigas do mundo, no caso a música, pode ajudar a relaxar e a adormecer. Ao longo deste artigo vamos explicar como a música para dormir pode ser uma ferramenta para conseguir uma noite de sono completa.

Música para dormir: a história como prova

Antes de saber como a música pode ser uma verdadeira aliada para uma noite de sono completa e sem sobressaltos, recuemos no tempo para perceber a sua importância na saúde física e mental nas civilizações mais antigas.

Nas civilizações como a Árabe ou a Grega, há registos da música ser usada como terapia para a saúde física e mental. O motivo prendia-se com o facto de ter efeitos calmantes (diminuição do batimento cardíaco, libertação de dopamina ou no alívio da tensão muscular) e por ser considerada uma poderosa ajuda na hora de adormecer e relaxar.

Com os recursos e meios disponíveis, chegou-se à conclusão que ouvir algo antes de adormecer ajudava a cair num sono profundo, porque distraía dos inúmeros pensamentos, sons e ruídos do mundo exterior.

Música para dormir: e nos dias hoje?

Voltando ao primeiro parágrafo deste artigo, as dificuldades em dormir são bastante comuns numa sociedade marcada pelo consumo, exposição social através do mundo digital e de trabalhos mentalmente exigentes em certos casos. Sendo por isso natural, desde a adolescência desenvolvermos rotinas de sono fora dos parâmetros considerados “normais”.

No fundo, é uma soma de fatores que quando conjugados levam o ser humano a pensar em tudo, menos em dormir na hora de descansar à noite.

Por sua vez foi exatamente esta rotina agitada que levou os especialistas do sono a encontrar soluções para ajudar os pacientes a dormir. No caso, a aposta no estudo da música, e baseado nos relatos históricos, foi essencial para chegar a diversas conclusões.

As principais, acabam por ser transversais a vários estudos efetuados:

. A música ajuda não só a adormecer mais rápido, mas também mais profundamente;

. É eficaz em todas as idades, tanto em crianças como adultos;

. Aumenta a eficiência do sono. Isto equivale ao tempo que passamos a dormir, comparativamente com o tempo que passamos deitados na cama. Uma fraca eficiência do sono significa que descansamos pouco, acordamos várias vezes durante a noite e que temos dificuldade em adormecer.

Mas…como é que a ciência explica então a eficácia da música para dormir?

Embora muitos acreditem que seja necessário silêncio absoluto para dormir, os estudos mostraram que ouvir música aumenta a qualidade do sono, diminui a frequência cardíaca e o ritmo da respiração. Quando os sons se sincronizam com o ritmo das ondas cerebrais, constatou-se que as pessoas adormeciam com maior facilidade.

Esta acabou por ser a prova que, a música é realmente uma ajuda e leva para outro nível o descanso do corpo, e consequentemente o sono.

Contudo, o que nos acalma a nós pode não funcionar para os nossos amigos ou familiares. Não devemos assumir que, por exemplo, a nossa playlist de jazz vá embalar também quem dorme connosco. Porém, há sonoridades mais consensuais. Por exemplo, aos fãs de Ed Sheeran, a revista norte-americana Billboard trouxe boas notícias em 2015: Think out Loud liderava o topo da playlist de música para dormir do Spotify.

Quais são então os estilos musicais aconselhados para dormir?

Um dos critérios principais para escolher a melhor música para dormir são as batidas por minuto. Qualquer canção com um ritmo lento, com 60 a 80 batidas por minuto são as melhores para adormecer. Para além deste critério, o sleep coach e fundador da app SleepZoo, Chris Bartner, aconselha ainda a escolher:

. Músicas com melodias fáceis, como jazz, clássica ou folk;
. Instrumentos calmantes, como piano;
. Sons ambientes como chuva, vento, etc;
. Músicas “familiares” e com significado.

Depois de saber disto, imaginava que a música pudesse ter tantos benefícios?

Agora já sabe, se tem insónias, aposte em música para dormir, é uma ótima forma para ter noites mais tranquilas e relaxar da rotina diária. Para isso basta escolher a música que deseja, encostar a cabeça e deixar-se envolver pelo som enquanto adormece!

Já agora, qual é a sua playlist de eleição?

Deixe o seu comentário!