Irmãos no mesmo quarto: 👍🏻 ou 👎🏻?

2018-05-31

Irmãos no mesmo quarto: 👍🏻 ou 👎🏻?

Hoje, resolvemos aproveitar o Dia dos Irmãos para responder a questões que muitos pais têm: Será que os filhos devem partilhar quarto? Será prejudicial para o seu desenvolvimento? Poderá influenciar o sono? Calma papás…nós ajudamos!

A verdade é que não há regras nem teorias certas ou erradas. Tudo depende das crianças em questão.
Muitas vezes os pais pensam que a partilha do quarto pode dificultar o adormecer dos mais pequenos, o que não deixa de ser verdade. É natural que tenham a tentação de brincar um bocadinho quando se deitam, que conversem e não adormeçam tão rápido como se tivessem sozinhos. Mas não acham que este é um processo importante? É um momento de cumplicidade e de partilha, essencial para fortalecer os laços de companheirismo e amizade. É claro que cabe aos pais não deixarem que este momento se prolongue por muito tempo. Mas nada que um “Já chega de conversa, agora é para dormir” não resolva. 😉

Por outro lado, não nos podemos esquecer que, para muitas crianças, o momento de ir dormir pode parecer muito assustador. Ter companhia no quarto pode ajudar a que os seu filhos não se sintam tão sozinhos no momento de fechar os olhos.
No fundo, como começamos por dizer, esta não é uma regra para todas as casas. É fundamental que seja tida em conta a idade das crianças em causa. Chegada a fase da adolescência, é normal que o seu filho exija alguma privacidade e um sítio adequado para estudar. Quando o seu filho começar a exigir algum espaço, repense a partilha do quarto.

Até lá faça dos seus filhos os melhores amigos, junte-os no mesmo quarto e, se tiver uma divisão extra, use-a para quarto das brincadeiras e evite que os brinquedos andem espalhados pelas restantes divisões da casa. É ou não é uma excelente ideia? 😉

 

Deixe o seu comentário!